domingo, 29 de abril de 2012

Jo 10, 11-18 - "O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas"

Jesus é o pastor e nós somos as ovelhas do Seu rebanho. O pastor conhece bem as suas ovelhas e conhecê-las não é apenas saber o seu nome, é conhecer as características de cada uma.
É conhecer os seus sonhos, os seus projectos de vida, o seu mundo...
Abençoados somos por ter um Bom Pastor que nos guia.

Segunda-feira
Naquele tempo, disse Jesus: «Eu sou o Bom Pastor. O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas.

Jesus apresenta-Se como Bom Pastor: pastor verdadeiro, que sabe fazer o seu trabalho, que protege, cuida, ampara e defende as suas ovelhas.

Meditação
Ao contrário dos falsos profetas Jesus apresenta-Se como o “bom Pastor” que trata, aconchega, ajuda e cuida das suas ovelhas. Jesus sacrifica a sua vida, tudo e somente por amor a cada um de nós. Procura-nos se nos perdemos e acolhe-nos no regresso.
 E nós seguimos o “bom pastor”? Conhecemos a Sua voz? Ou preferimos ser as ovelhas tresmalhadas?

Oração
Peçamos ao Senhor que abra cada vez mais os nossos corações e as nossas mentes para ouvir o seu chamamento.

Acção
Hoje, durante o dia, vou repetir estas palavras: «Deus ama-me imensamente e preocupa-se comigo»
 
Terça-feira

O mercenário, como não é pastor, nem são suas as ovelhas, logo que vê vir o lobo, deixa as ovelhas e foge, enquanto o lobo as arrebata e dispersa. O mercenário não se preocupa com as ovelhas.

O mercenário não se preocupa com as ovelhas quando o perigo se aproxima, porque não tem laços afetivos com elas, nem com ninguém, é insensível.

Meditação
O mercenário foge quando pressente o perigo porque trabalha unicamente pelo salário.
Jesus censura duramente estas atitudes que não servem os outros, mas somente o seu próprio interesse.
Estamos nós dispostos a mudar a nossa maneira de ser em favor dos mais frágeis ou, ao contrário, fugimos como o mercenário, deixando “as ovelhas” na “boca do lobo”, sem saída.

Oração
Deixa-nos deitar no Teu colo meu Senhor; Deixa-nos sentir Teu abraço de Amor; Dá-nos a Tua paz; Tua alegria; Teu perdão, para que iluminados com estas graças possamos ser bons pastores e nunca mercenários.

Acção
Como seguidores de Jesus Cristo, peçamos-Lhe que nos ajude a ser bons pastores e não mercenários exploradores, para que nos sintamos capazes de encontrar todas as “ovelhas” tresmalhadas e traze-las de volta ao seu redil.


Quarta-feira

Eu sou o Bom Pastor: conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-Me, do mesmo modo que o Pai Me conhece e Eu conheço o Pai; Eu dou a vida pelas minhas ovelhas.

Qualquer pastor conhece as suas ovelhas e é capaz de as distinguir. Por seu lado, as ovelhas reconhecem a voz do seu dono e obedecem à sua chamada. Jesus, como Bom Pastor, chegou ao extremo de entregar a Sua vida por elas.

Meditação
Como Bom Pastor, Jesus conhece todas as suas ovelhas, chamando-as pelo nome e elas seguem-no porque O reconhecem e confiam n’Ele. Assim acontece porque Jesus nos ama. O conhecimento que Jesus tem de nós é comparado com a relação entre Ele e o Pai. Um amor generoso, mutuamente compreendido sem palavras, de comunhão intima, relação profunda e pessoal, de abandono total, com plena confiança. Jesus faz-nos ver o Pai através dos outros. Segundo Jesus cada homem e cada mulher revelam-nos Deus. E nós preocupamo-nos em conhecer mais e melhor Jesus? Seremos também nós capazes de respeitar e de reconhecer Deus em cada irmão?

Oração
Com confiança, peçamos ao Senhor que nos ajude a segui-Lo com alegria e que nos guie em todos os nossos caminhos.

Acção
Hoje, na oração, peçamos ao Senhor o dom da alegria.

Quinta-feira

Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil e preciso de as reunir; elas ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só Pastor.

Jesus quer que todas as “ovelhas” ouçam a Sua voz. Como Bom Pastor Ele nunca desistirá delas.

Meditação
Jesus mostra mais uma vez, o projecto que tem para cada um de nós. E como Bom e Único Pastor a Sua missão é reunir todas as “ovelhas” num só rebanho e num só redil onde há lugar para todos, sem excepções. É fundamental escutar a voz de Jesus, saber distinguir a Sua voz no meio de “tantas vozes”, tantas palavras ocas, tantos ruídos…
Precisamos de recuperar a capacidade de escutar? Escutamos a nossa voz interior? e escutamos os outros?

Oração
Senhor, Tu que és o modelo do Bom Pastor, ajuda-nos a ouvir a Tua voz quando andamos perdidos e “desgarrados” para chegarmos ao Teu redil sãos e salvos.

Acção
Vamos esforçar-nos por imitar o Bom Pastor e levar a todos a Sua Voz para lhes indicar o caminho de maior Paz e maior Esperança.


Sexta-feira

Por isso o Pai Me ama: porque dou a minha vida, para poder retomá-la. Ninguém Ma tira, sou Eu que a dou espontaneamente.

Jesus entrega a Sua vida voluntariamente por amor a Deus e retoma-a na sua Ressurreição.

Meditação
Jesus deu a Sua vida para nos salvar, tornando-Se pastor das nossas vidas. Assim se caminharmos atrás do Bom Pastor por mais difíceis, sinuosos e longos que possam ser os percursos da nossa vida, sob o guia do Bom Pastor, Cristo, temos a certeza de caminhar pelas estradas retas e que o Senhor nos orienta e está sempre próximo de nós, e nada nos faltará.

Oração
Senhor, Bom Pastor, concede a cada um de nós, através das estradas difíceis do nosso tempo, caminhar sempre pelas suas sendas como um rebanho dócil e obediente.

Acção
Guiados pelo Bom Pastor, sejamos mensageiros do amor de Deus e testemunhas corajosas da fé.
 

Sábado

Tenho o poder de a dar e de a retomar: foi este o mandamento que recebi de meu Pai».

Jesus dá a vida livremente por cada um de nós. Ele conhece-nos em pormenor. Ele sabe tudo a nosso respeito.

Meditação
Jesus é o nosso Bom Pastor. Ele concretizou e fez a vontade do Pai: ofereceu a própria vida para salvar toda a Humanidade, para que tenhamos a Sua vida agora e sempre.

Oração
Senhor nós queremos ser Teus seguidores, ajuda-nos para que a Tua bondade e graça nos acompanhe todos os momentos das nossas vidas e que possamos, também nós com as nossas atitudes e gestos dar a vida a quem, que por qualquer motivo, desiste de caminhar.

Acção
Procuremos ser colaboradores atentos de Cristo e, em tudo o que fizermos, dissermos ou pensarmos defendermos a vida contra tudo e todos.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Festa do Pai Nosso - 2º ano - Sagres

Acto Penitencial

Beatriz: Pai Nosso, perdoa quando não caminhamos para a Tua Luz.

Pedro: Pai Nosso, perdoa quando não partilhamos o nosso pão.

Diana: Pai Nosso, perdoa quando ofendemos a nossa família e amigos.

Catequista: Pai Nosso, perdoa-me pelas vezes que não estou tão atenta aos meus catequizandos.


Ofertório Solene (Leitor: Pedro - 4º ano)

Bíblia (Cláudia) - Senhor, nós Te apresentamos a Tua Palavra, ela é a lâmpada para os nossos passos, luz nos nossos caminhos, alimento e força na viagem a prosseguirmos.

Bola (Pedro) - Senhor, nós Te apresentamos esta bola, símbolo de união que deve unir as famílias. Une pais e filhos nas horas de prazer e divertimento.

Pedra (pai do Pedro) - Senhor, nós Te apresentamos esta pedra como sinal da nossa tomada de consciência de que, só sendo pedras vivas da Tua Igreja, podemos ajudar os nossos filhos a ultrapassar as pedras do Teu caminho.

Flores (mãe do Pedro) - Senhor, nós Te apresentamos estas flores, para que neste dia de festa elas nos devolvam a alegria no coração.

Vela (pai da Beatriz) - Senhor, nós Te apresentamos esta luz, faz com que ela seja o símbolo do nosso exemplo na iluminação e guia para os bons caminhos dos nossos filhos, para que eles nunca tenham o desejo de olhar para trás e perder a coragem de Te procurar.

Pão e Vinho (Beatriz e Mãe) - Senhor, nós te apresentamos este pão e vinho, para que anime a nossa existência e nós mesmos possamos ser terra fértil que dê frutos dignos do Teu Reino.

Acção de Graças (Diana e Dina)

Pai Nosso
Não Te vejo mas Jesus fala-me de ti!
Sei que estás em toda a parte a olhar por nós
O Teu desejo é que vivamos felizes
E que sejamos sempre amigos uns dos outros!

Obrigado Pai
Pelo pão e todos os alimentos
Pelas famílias onde há Amor
Pela Paz e Alegria!
Ajuda-nos a viver como Jesus nos ensina!
Amén
Grupo 2º ano - Sagres
Catequista: Cláudia Rosado
Catequizandos: Beatriz, Pedro e Diana

domingo, 22 de abril de 2012

Lc 24, 35-48 - "Assim está escrito que o Messias havia de sofrer e de ressuscitar dos mortos ao terceiro dia"

Jesus queria mostrar aos seus discípulos, de uma maneira clara e bem explícita, que a sua ressurreição era um acontecimento que tinha mesmo que acontecer, mas os discípulos, ainda incrédulos e confusos, levaram tempo para amadurecer e interiorizar esta ideia.
Teremos nós, nos dias de hoje, já este facto verdadeiramente interiorizado nas nossas vidas?


Segunda-feira
Naquele tempo, os discípulos de Emaús contaram o que tinha acontecido no caminho e como tinham reconhecido Jesus ao partir do pão. Enquanto diziam isto, Jesus apresentou-Se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco».

Meditação:
Os dois discípulos, indo  a caminho de Emaús, cruzaram-se com Jesus ressuscitado. Reconheceram n’Ele semelhanças de atitudes. Voltaram para Jerusalém contando emocionados e incrédulos o que lhes havia acontecido e a novidade ia de boca em boca. Entretanto Jesus juntou-se a eles e saudou-os dizendo “A paz esteja convosco”. Era muita emoção e os sentimentos confundiam-se.
E se isso se tivesse passado connosco? E será que não estivemos nós também perto de Jesus sem acreditarmos nisso?

Oração:
Senhor, esta passagem bíblica faz-nos ver como somos pequenos na fé.
Senhor, nós cremos, mas aumenta a nossa fé. Ensina-nos a perceber os Teus sinais. Faz de nós fiéis comprometidos e certos das Tuas verdades.

Acção:
Cada dia que passa notamos que é preciso reforçar os nossos conhecimentos para melhor entendermos a Tua palavra. Esta semana terei como única leitura a Palavra de Deus.


Terça-feira
Espantados e cheios de medo, julgavam ver um espírito. Disse-lhes Jesus: «Porque estais perturbados e porque se levantam esses pensamentos nos vossos corações? Vede as minhas mãos e os meus pés: sou Eu mesmo; tocai-Me e vede: um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que Eu tenho».

Meditação:
Como humanos os discípulos estavam confusos. Para eles a figura de Jesus só podia ser um espírito o que os assustava. Jesus fê-los ver que Ele era real, que não tinham razão para ter medo. Um espírito não tem corpo, não se consegue tocar, não tem ossos nem carne, como eles podiam constatar. Os factos falavam por si. Era Jesus que estava ali. E o medo deu lugar a uma grande alegria, sem no entanto pensarem que era bom demais para ser verdade.

Oração:
Senhor, quantas vezes duvidamos da Tua presença junto de nós. Falta -nos a Tua  força. Senhor nós Te rogamos que não nos abandoneis. Não nos deixeis cair na  dúvida. Fortalece o nosso crer.
Obrigada Bom Jesus pela Tua Vida.

Acção:
A oração é o melhor meio de chegar a Deus. Façamos da nossa vida uma constante oração. Para orar basta dirigir o nosso pensamento a Deus.
Ele entende perfeitamente, e o trabalho que possamos ter em mãos continuará a fazer-se.


Quarta-feira
Dito isto, mostrou-lhes as mãos e os pés. E como eles, na sua alegria e admiração, não queriam ainda acreditar, perguntou-lhes: «Tendes aí alguma coisa para comer?». Deram-Lhe uma posta de peixe assado, que Ele tomou e começou a comer diante deles.

Meditação:
Perante a dúvida que ainda se notava Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés com as marcas dos pregos com que fora crucificado e a dúvida persistia.
Jesus então, com a simplicidade que lhe era habitual, perguntou-lhes « Tendes aí alguma coisa para comer? » Claro está que os fantasmas não comem!!!
 Jesus comeu com eles o peixe que Lhe foi oferecido. E ajuda-os a percorrer a s escrituras, versículo a versículo, para que eles as percebam. Que grande privilégio ter com eles mesmos o próprio Jesus!

Oração:
Obrigado Senhor pelos ensinamentos. Obrigada Senhor por colocares no nosso caminho pessoas mais instruídas do que nós, para nos explicarem a Palavra de Deus.
Não é fácil entender as escrituras sem ajuda.
Dá-nos Bom Deus capacidade para compreender e saúde e paciência a quem se propõe ensinar-nos.

Acção:
Vou procurar quem queira arranjar um bocadinho de seu dia para comigo meditar na Palavra do Senhor

Quinta-feira
Depois disse-lhes: «Foram estas as palavras que vos dirigi, quando ainda estava convosco: ‘Tem de se cumprir tudo o que está escrito a meu respeito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos’».

Meditação:
Nesta parte do Evangelho Jesus é muito claro acerca do Seu percurso de vida. Desde o antigo Testamento que os profetas nos indicam como seria a vida de Cristo, e Cristo sabe que o que está escrito tem que acontecer. Como é corajoso o nosso Jesus!
Qualquer um de nós, ao saber que nos iria acontecer qualquer coisa que nos ligasse ao sofrimento, ficaria em pânico (por exemplo o caso por exemplo duma cirurgia marcada antecipadamente). Que força interior a de Jesus!

Oração:
Senhor Pai Santo, obrigada por tudo o que a nossa vida nos tem dado. Esses factos serviram para medir as nossas forças perante os acontecimentos menos bons e para chegarmos à conclusão que não fomos suficientemente gratos pelas coisas boas que a vida nos deu.
Perdão Senhor.

Acção:
Atenção aos sinais. A vida é composta de tudo. Coisas agradáveis e outras nem por isso. Tentemos agradecer a Deus as boas e pedir apoio para suportar os encontrões.


Sexta-feira
Abriu-lhes então o entendimento para compreenderem as Escrituras e disse-lhes: «Assim está escrito que o Messias havia de sofrer e de ressuscitar dos mortos ao terceiro dia,

Meditação:
Jesus lembrou-lhes que estava dito nas escrituras «Assim está escrito que o Messias havia de sofrer e de ressuscitar dos mortos ao terceiro dia». Fez entender aos discípulos que tinha que ser assim. Eles foram testemunhas oculares de que os acontecimentos relatados nas escrituras se passaram tal qual foram profetizados.

Oração:
Senhor Deus de sabedoria, dai-nos a graça de acreditar plenamente que Jesus morreu por nós. Nas nossas atitudes demonstramos muitas vezes, que não nos damos conta do enorme sacrifício do Calvário. Confiamos em Vós, Senhor das alturas.

Acção:
Tentemos ser verdadeiros para melhor conseguirmos imitar Cristo.


Sábado
e que havia de ser pregado em seu nome o arrependimento e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sois as testemunhas de todas estas coisas».

Meditação:
Cristo lembrou aos seus discípulos a importância que tinha o seu testemunho. Eles viram e ouviram, eram por isso os principais pregadores dos acontecimentos reais e sabiam por que razão Jesus se deixara morrer crucificado. E assim se fez. A palavra foi dita, escrita e lida até aos dias de hoje.
Mas quantas vezes essa verdade nos passa ao lado? Se pensássemos nisso a sério ficaríamos envergonhados…

Oração:
Bom Jesus, desculpa por tantas vezes nos esquecermos que deste a Tua vida por nós. Desculpa por não sabermos perdoar como Tu perdoaste.
Purifica os nossos corações. Faz de nós bons cristãos.

Acção:
Pelo menos no dia de hoje vou ter presente que sou cristão e vou ver no próximo Cristo ressuscitado.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Via Lucis - 14ª estação - O dom do Espírito Santo


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Quando chegou o dia do Pentecostes, encontravam-se todos reunidos no mesmo lugar. De repente, ressoou, vindo do céu, um som comparável ao de forte rajada de vento, que encheu toda a casa onde eles se encontravam. Viram então aparecer umas línguas, à maneira de fogo, que se iam dividindo, e poisou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar outras línguas, conforme o Espírito lhes inspirava que se exprimissem. Ora, residiam em Jerusalém judeus piedosos provenientes de todas as nações que há debaixo do céu. Ao ouvir aquele ruído, a multidão reuniu-se e ficou estupefacta, pois cada um os ouvia falar na sua própria língua."

Meditação
Que imagem tão bonita a da descida do Espírito Santo sobre os apóstolos. Todos se começaram a exprimir em diferentes línguas, em representação dos diferentes povos da Terra.
Significa com isto que Cristo veio para todos, independentemente da raça, da cor, da condição social, etc.
Jesus morreu na Cruz por todos nós porque nos amava de forma incondicional, entregou-se à morte para nos salvar… e ressuscitou para que acreditemos na vida eterna.
Oremos e demos graças por tudo o que Jesus fez por nós e por nos ter enviado o Espírito Santo para nos fortalecer e iluminar as nossas vidas.

Oração
Vem Jesus, através do Espírito Santo e infunde em nós a força e sabedoria para também nós nos exprimirmos na Tua linguagem universal, que é a linguagem do Amor.
Fortalece a nossa fé e faz-nos viver em verdadeira harmonia e espírito de solidariedade no seio das nossas paróquias.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso


Oração Final

Senhor Jesus, ressuscitaste e és o nosso único Deus, o nosso Salvador. Envia-nos o Teu Espírito Santo para que possamos anunciar a Tua Palavra sem medo e sem hesitações. Dá-nos a coragem e a força necessárias para enfrentar os momentos difíceis da nossa vida.
Obrigado Jesus por nos amares tanto e por protegeres as nossas paróquias.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

Via Lucis - 13ª estação - A espera do espírito


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Quando chegaram à cidade, subiram para a sala de cima, no lugar onde se encontravam habitualmente. E todos unidos pelo mesmo sentimento, entregavam-se assiduamente à oração, com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus."

Meditação
A pequena comunidade onde se inseria a mãe de Jesus tinha seguido tudo o que Jesus lhes tinha pedido e recomendado e, embora sem perceber bem o que tinha acontecido, todos permaneciam unidos em oração.
No mundo em que hoje vivemos, com tantas guerras, fome, diferenças sociais, etc, é a oração que faz falta. A oração une as comunidades, a oração ajuda a perceber o que Deus quer de nós.
A oração dá-nos paciência quando achamos que já não a temos, dá-nos forças quando achamos que já não é possível ir em frente.
Façamos da nossa oração um forte elo de amor e fraternidade entre as nossas paróquias.

Oração
Jesus, é através da oração que eu consigo perceber o que Tu queres de mim. Tudo o que preciso escutar vem da Tua boca, tudo o que preciso ver está na Tua imagem, tudo o que preciso saber vem da Tua Palavra. A oração não é uma obrigação, a oração é uma necessidade. Tenho sede de orar, sinto necessidade de falar conTigo, Senhor.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 12ª estação - O regresso ao Pai


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Estavam todos reunidos, quando lhe perguntaram: «Senhor, é agora que vais restaurar o Reino de Israel?» Respondeu-lhes: «Não vos compete saber os tempos nem os momentos que o Pai fixou com a sua autoridade. Mas ides receber uma força, a do Espírito Santo, que descerá sobre vós, e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judeia e Samaria e até aos confins do mundo.» Dito isto, elevou-se à vista deles e uma nuvem subtraiu-o a seus olhos. E como estavam com os olhos fixos no céu, para onde Jesus se afastava, surgiram de repente dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: «Homens da Galileia, porque estais assim a olhar para o céu? Esse Jesus que vos foi arrebatado para o Céu virá da mesma maneira, como agora o vistes partir para o Céu.»"

Meditação
A ascensão de Jesus ao céu é a Sua volta para junto do Pai, onde viverá em infinita glória, olhando a humanidade. Os discípulos ficaram de olhos fixos no céu, à espera nem se sabe bem do quê…
É dessa forma que vivemos muitas vezes grande parte da nossa vida: de olhos postos no céu. Porque olhamos para o céu? Para ver Jesus? Ainda não percebemos que Jesus está presente na terra, junto a nós, todos os dias, e que se manifesta das mais variadas formas?
Será que o facto de estarmos de olhos postos no céu, à espera de algo milagroso, não nos distrai do que é realmente essencial?
Em vez de olharmos para o céu olhemos em frente, olhemos à nossa volta, e tentemos assimilar todos os sinais em que Jesus manifesta a Sua presença.

Oração
Jesus, prometeste-nos a vinda do Espírito Santo e nós sabemos que nunca faltas com as Tuas promessas. Concede-nos a graça de sermos inundados com o Espírito Santo para que sejamos mais parecidos conTigo e um dia nos possamos juntar a Ti, junto de Deus Pai.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 11ª estação - A missão


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Ide, pois, fazei discípulos de todos os povos, baptizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a cumprir tudo quanto vos tenho mandado. E sabei que Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos.”

Meditação
Jesus tem uma importante missão para os seus discípulos: o anúncio da Sua Palavra, a evangelização de todos os povos. É certo que alguns discípulos teriam medo do que os esperava, mas Jesus tranquilizou-os, dizendo que estaria sempre com eles.
Nem sempre é fácil nos proclamarmos seguidores de Cristo… ainda hoje há quem seja ridicularizado na escola, no trabalho, no café, no seio da própria família, por se proclamar cristão e por anunciar a Boa Nova. Num mundo que se diz tão moderno, ainda há casos de pessoas que são mortas pelo simples facto de serem cristãos.
Não tenhamos medo de anunciar a nossa fé, Jesus está sempre connosco. Não é fácil ser cristão, haverá quem não nos entenda e quem nos humilhe, mas ser cristão é a melhor coisa que há! Rezemos com alegria pelo facto de sermos cristãos!

Oração
Jesus, eu não tenho medo de anunciar que sou Tua discípula e seguidora. Por muito que humilhem, por muito que me espezinhem, por muito que gozem comigo, continuarei a gritar bem alto a minha fé e direi a toda a gente que acredito em Ti!
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 10ª estação - A Rocha


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Jesus perguntou a Simão Pedro: «Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?» Pedro respondeu: «Sim, Senhor, Tu sabes que eu sou deveras teu amigo.» Jesus disse-lhe: «Apascenta os meus cordeiros.» Voltou a perguntar-lhe uma segunda vez: «Simão, filho de João, tu amas-me?» Ele respondeu: «Sim, Senhor, Tu sabes que eu sou deveras teu amigo.» Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas.» E perguntou-lhe, pela terceira vez: «Simão, filho de João, tu és deveras meu amigo?» Pedro ficou triste por Jesus lhe ter perguntado, à terceira vez: „Tu és deveras meu amigo? Mas respondeu-lhe: «Senhor, Tu sabes tudo; Tu bem sabes que eu sou deveras teu amigo!» E Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas. "

Meditação
Três vezes Jesus perguntou a Pedro se este realmente o amava. Três vezes Pedro respondeu à pergunta de Jesus. O número três representa a totalidade podendo também ser chamado de número universal da felicidade. Três perguntas e três respostas de amor: a totalidade que conduz à felicidade.
Após as respostas de Pedro Jesus confiou-lhe a missão de ser o pastor do Seu rebanho, a tarefa de dar continuidade às suas obras.
Deveria ser esse um dos objectivos principais de todos os cristãos: dar continuidade à obra de Jesus.
É o que realmente fazemos? Conseguimos amar como Jesus amou? Perdoar como Jesus perdoou? Acolher como Jesus acolheu?
Peçamos ao Senhor que nos dê forças e sabedoria para dar na terra, e em particular nas nossas paróquias, continuidade à obra de Jesus.

Oração
Senhor, dá-nos coragem para continuar a Tua obra, mesmo que para isso tenhamos que atravessar momentos difíceis.
Obrigado por todos os pastores que colocaste ao Teu serviço, para apascentar o Teu rebanho.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 9ª estação - A pesca grandiosa


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, a quem chamavam o Gémeo, Natanael, de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos. Disse-lhes Simão Pedro: «Vou pescar.» Eles responderam-lhe: «Nós também vamos contigo.» Saíram e subiram para o barco, mas naquela noite não apanharam nada. Ao romper do dia, Jesus apresentou-se na margem, mas os discípulos não sabiam que era Ele. Jesus disse-lhes, então: «Rapazes, tendes alguma coisa para comer?» Eles responderam-lhe: «Não.» Disse-lhes Ele: «Lançai a rede para o lado direito do barco e haveis de encontrar.»Lançaram-na e, devido à grande quantidade de peixes, já não tinham forças para a arrastar."

Meditação
Com a partida de Jesus e pelo facto de não O terem junto a si, alguns dos discípulos tinham voltado à sua antiga ocupação: a pesca.  Reencontraram-se novamente com Jesus no final da faina e Jesus desafia-os a lançaram as redes ao mar.
Também nós somos diariamente desafiados por Jesus a lançar as nossas redes.
Lançar a rede é fortalecer a nossa fé e não ter medo de dizer em alta voz que acreditamos no Deus de Amor, que somos fieis seguidores deste Cristo Ressuscitado, que somos cristãos de corpo e alma.
Sejamos fiéis aos ensinamentos do Senhor e lancemos as nossas redes por esse mundo fora.

Oração
Jesus, deste peixe em abundância aos teus discípulos no final da faina, porque em Ti tudo o que é bom abunda e nunca se esgota. Queremos agradecer-Te todas as coisas boas que nos dás ao longo da nossa vida. Por nós morreste na Cruz, para nos dares o Teu amor de forma abundante e infinita. Obrigado Senhor!
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 8ª estação - A paciência de Jesus com Tomé


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Tomé, um dos Doze, a quem chamavam o Gémeo, não estava com eles quando Jesus veio. Diziam-lhe os outros discípulos: «Vimos o Senhor!» Mas ele respondeu-lhes: «Se eu não vir o sinal dos pregos nas suas mãos e não meter o meu dedo nesse sinal dos pregos e a minha mão no seu peito, não acredito.» Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez dentro de casa e Tomé com eles. Estando as portas fechadas, Jesus veio, pôs-se no meio deles e disse: «A paz seja convosco!» Depois, disse a Tomé: «Olha as minhas mãos: chega cá o teu dedo! Estende a tua mão e põe-na no meu peito. E não sejas incrédulo, mas fiel.» Tomé respondeu-lhe: «Meu Senhor e meu Deus!»Disse-lhe Jesus: «Porque me viste, acreditaste. Felizes os que crêem sem terem visto!»"

Meditação
Tantas dúvidas assaltavam a mente de Tomé. Não acreditava no que lhe diziam, queria ver com os seus próprios olhos para confirmar que era verdade que Jesus tinha estado presente entre eles.
Nós, por muito que digamos que acreditamos, por muitos que vamos à Igreja, que nos ajoelhemos e rezemos, somos muitas vezes como Tomé. Não confiamos, não acreditamos, precisamos de ver para nos certificarmos da realidade das coisas.
Entreguemos a nossa vida e as nossas orações nas mãos de Deus, não estejamos à espera de “ver para crer”, confiemos em Deus Pai de uma forma incondicional e apaixonada.
Quem acredita verdadeiramente confia… e quem confia deixa-se guiar de olhos fechados, sem precisar de ver…

Oração
Senhor, nós Te agradecemos por, mesmo no meio das nossas dúvidas, Te revelares e Te mostrares. Ajuda-nos a vencer a nossa incredulidade, para que, mesmo de olhos vendados e sem ver, possamos seguir-Te com plena confiança.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 7ª estação - O perdão


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ficarão retidos.» "

Meditação
Só Jesus poderia ter uma capacidade infinita de perdoar, pois até perdoou todos aqueles que o tinham condenado, que o tinham injuriado, que o tinham infligido sofrimento.
Pudéssemos nós ter apenas metade da capacidade de perdão de Jesus e o mundo seria muito melhor. Todos nós já erramos e sabemos o quanto é reconfortante saber que somos perdoados pelos nossos erros. E todos nós também já perdoamos alguém por algum motivo, e sabemos que, o acto de perdoar o próximo nos alivia a alma e nos faz sentir mais próximo de Deus.
Que o Senhor nos ajude a perdoar sempre que necessário e a saber pedir perdão sempre que estamos em falta.

Oração
Senhor, ensinaste-nos na oração do Pai-Nosso que devemos perdoar a quem nos tem ofendido, mas nem sempre é isso que fazemos. Achamos sempre que merecemos ser perdoados pelas nossas faltas, sejam elas grandes ou pequenas, mas por vezes temos dificuldade em perdoar os outros.
Ajuda-nos a ter capacidade de perdoar quem precisa e a ter humildade para assumir as nossas falhas, pedindo perdão pelos nossos pecados.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 6ª estação - No Cenáculo


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova

Palavra
“Jesus apresentou-se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco!» Depois, disse-lhes: «Estas foram as palavras que vos disse, quando ainda estava convosco: que era necessário que se cumprisse tudo quanto a meu respeito está escrito em Moisés, nos Profetas e nos Salmos.» Abriu-lhes então o entendimento para compreenderem as Escrituras.»”

Meditação
A paz foi uma das mensagens mais importantes que Jesus transmitiu aos seus discípulos. Sem paz não se consegue atingir a felicidade, a paz implica amor. Uma vida sem amor e sem paz não pode ser uma vida feliz, será uma vida cheia de altos e baixos, com muitos sobressaltos e muitos amargos de boca.
Jesus morreu na Cruz porque tinha um amor louco por todos nós. A forma de reconhecer o que Ele fez por nós é amarmo-nos uns aos outros como Ele nos amou. Se fizermos do amor o suporte da nossa vida viveremos em paz com os outros e connosco.

Oração
Senhor, Tu que foste, és e sempre serás o Deus do Amor e da Paz, inunda os nossos corações com os Teus ensinamentos, enche-nos a mente com a Tua sabedoria e ensina-nos a caminhar com passos firmes e seguros como Tu caminhaste.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 5ª estação - A refeição de Emaús


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova

Palavra
“Ao chegarem perto da aldeia para onde iam, fez menção de seguir para diante. Os outros, porém, insistiam com Ele, dizendo: «Fica connosco, pois a noite vai caindo e o dia já está no ocaso.» Entrou para ficar com eles. E, quando se pôs à mesa, tomou o pão, pronunciou a bênção e, depois de o partir, entregou-lho. Então, os seus olhos abriram-se e reconheceram-no.”

Meditação
Foi preciso um gesto da parte de Jesus para que os discípulos de Emaús O reconhecessem: o gesto da partilha do pão, que já tinha sido feito na Última Ceia. Ao verem este gesto típico de Jesus, os discípulos ficaram radiantes e reconheceram-no como o Salvador.
Era com simples gestos como este que Jesus se manifestava naquela altura… E ainda hoje é com simples gestos que Jesus se manifesta na nossa vida, muitas das vezes através dos nossos irmãos, através de um olhar, de um pedido, de um sorriso.
Saberemos nós reconhecer verdadeiramente os gestos em que Jesus se manifesta?

Oração
Senhor, graças Te damos pelos gestos que nos dás, pois é através deles que nos mostras o caminho para a felicidade, e o caminho és Tu. Desculpa se por vezes não conseguimos identificar os gestos e sinais que nos queres transmitir. Ajuda-nos a ter boa visão para ver as maravilhas que fazes nas nossas vidas e em toda a humanidade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 4ª estação - Jesus no caminho de Emaús


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Nesse mesmo dia, dois dos discípulos iam a caminho de uma aldeia chamada Emaús, que ficava a cerca de duas léguas de Jerusalém; e conversavam entre si sobre tudo o que acontecera. Enquanto conversavam e discutiam, aproximou-se deles o próprio Jesus e pôs-se com eles a caminho; os seus olhos, porém, estavam impedidos de o reconhecer. “

Meditação
Os discípulos estavam tão tristes com a morte de Jesus que os seus olhos não eram capazes de ver o que se passava ao seu redor. A tristeza era de tal forma avassaladora que nem percebiam que era Jesus que os acompanhava no seu caminhar.
Muitas vezes é o que se passa connosco: temos a visão preenchida com coisas fúteis e que nos entristecem o coração, e ao longo do nosso caminhar, em vez de darmos um passo em frente, damos dois ou três passos para trás. Por isso nos parece que é longo o caminho para a felicidade…
O caminho não é longo, nós é que não estamos a dar os passos da forma mais correcta. Temos sempre Jesus ao nosso lado, a caminhar connosco, mas temos a vista turva e não O conseguimos ver nem sentir junto a nós.

Oração
Senhor Jesus, o meu caminho para chegar a Ti parece muito longo, mas na verdade eu é que estou a caminhar de forma errada, pois deixo que as coisas más me atrasem os passos. Sei que caminhas ao meu lado, mas ainda assim por vezes o percurso parece-me difícil. Ajuda-me no meu caminhar e faz arder no meu coração a força da Tua Palavra.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 3ª estação - Vi o Senhor!


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
Maria estava junto ao túmulo, da parte de fora, a chorar. Sem parar de chorar, debruçou-se para dentro do túmulo, e contemplou dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha estado o corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés. Perguntaram-lhe: «Mulher, porque choras?» E ela respondeu: «Porque levaram o meu Senhor e não sei onde o puseram.» Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus, de pé, mas não se dava conta que era Ele.  E Jesus disse-lhe: «Mulher, porque choras? Quem procuras?» Ela, pensando que era o encarregado do horto, disse-lhe: «Senhor, se foste tu que o tiraste, diz-me onde o puseste, que eu vou buscá-lo.» Disse-lhe Jesus: «Maria!» Ela, aproximando-se, exclamou em hebraico: «Rabbuni!» - que quer dizer: «Mestre!» Jesus disse-lhe: «Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai ter com os meus irmãos e diz-lhes: ‘Subo para o meu Pai, que é vosso Pai, para o meu Deus, que é vosso Deus.»”

Meditação:
Jesus atraiu a Si Maria Madalena, que se tornou testemunha do mistério da Sua ressurreição.
Maria Madalena sentiu e aceitou o chamamento pessoal de Jesus.
Muitas vezes Jesus nos faz também chamamentos pessoais, para que sejamos testemunhas da Sua ressurreição, do Seu amor, das Suas obras.
Estarão os nossos ouvidos atentos para ouvir o chamamento do Senhor? Estará o nosso coração aberto para acolher a mensagem que Jesus nos quer transmitir?
Em silêncio meditemos em todas as vezes que Jesus nos chamou e nós não respondemos…

Oração
Senhor Jesus, perdoa-nos por todas as vezes em que não escutamos o Teu chamamento,
Perdoa-nos por todas as vezes em que os nossos ouvidos se fecharam ao som da Tua voz.
Faz que a partir de hoje sejamos fiéis mais atentos e mais disponíveis, segundo a Tua vontade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 2ª estação - O sepulcro vazio


V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
"Maria Madalena, correndo, foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, o que Jesus amava, e disse-lhes: «O Senhor foi levado do túmulo e não sabemos onde o puseram.»Pedro saiu com o outro discípulo e foram ao túmulo. Corriam os dois juntos, mas o outro discípulo correu mais do que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. Inclinou-se para observar e reparou que os panos de linho estavam espalmados no chão, mas não entrou. Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira. Entrou no túmulo e ficou admirado.”

Meditação:
O espanto por saberem que o corpo de Jesus não estava onde o tinham depositado foi de tal forma que os discípulos correram ao local para verificarem com os seus próprios olhos. Tinha-se dado o milagre da ressurreição que Jesus tinha anunciado. Jesus venceu todas as provações, venceu quem o traiu, não se deixou aprisionar no sepulcro, venceu a morte e ressuscitou.
Tomemos este exemplo de coragem nas nossas vidas, para que através da oração também possamos vencer tudo o que nos assusta, tudo o que nos aprisiona, tudo o que nos faz infelizes. Jesus morreu na Cruz para nos fazer felizes, por isso exultemos de alegria com a Sua ressurreição.

Oração:
Jesus, ajuda-nos a perceber que o essencial da vida não está nas coisas materiais, mas sim no Teu amor e nos Teus ensinamentos. Já levaste a cabo a missão mais difícil, que foi vencer a morte, deixaste para nós a tarefa mais fácil, que é imitar as Tuas obras e anunciar a Tua Palavra. Ajuda-nos a ser fiéis testemunhas da Tua ressurreição.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

Via Lucis - 1ª estação - Jesus ressuscita


Oração Inicial
A Via Lucis é o Caminho da Luz, onde se revivem as estações mais significativas do caminho Pascal de Jesus Cristo, salientando os encontros, os testemunhos e os factos do acontecimento central da História da Salvação: a Ressurreição.
Rezemos em verdadeira união, para que o amor de Jesus nos fortaleça e nos ilumine o coração, para que sintamos renascer em nós a fé e a esperança do amor de Cristo por nós.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.
 

V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Palavra
Terminado o sábado, ao romper do primeiro dia da semana, Maria de Magdala e a outra Maria foram visitar o sepulcro. Nisto, houve um grande terramoto: o anjo do Senhor, descendo do Céu, aproximou-se e removeu a pedra, sentando-se sobre ela.  O anjo tomou a palavra e disse às mulheres: «Não tenhais medo. Sei que buscais Jesus, o crucificado; não está aqui, pois ressuscitou, como tinha dito. Vinde, vede o lugar onde jazia e ide depressa dizer aos seus discípulos: ‘Ele ressuscitou dos mortos e vai à vossa frente para a Galileia. Lá o vereis.»

Meditação
Houve com certeza quem pensasse que a morte de Jesus era o fim, que o morrer pregado na Cruz significava um triste final para aquele homem que se anunciava o Salvador. Mas afinal cumpriram-se as Escrituras e Cristo ressuscitou.
Ressuscitar é acordar de novo, é sinal que o sepulcro não é nem nunca será o nosso lugar definitivo. Há que ressuscitar, há que acordar para a vida, há que renascer na fé e na esperança que Jesus nos anuncia a cada dia.
Estamos verdadeiramente preparados para este renascimento?

Oração
Senhor Jesus, ajuda-nos a deixar o “sepulcro” em que muitas vezes nos fechamos ao longo das nossa vidas. Ensina-nos o caminho que nos guia aos Céus, onde Tu, ressuscitado, nos esperas de braços abertos, pronto a nos acolher.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus connosco, na unidade do Espírito Santo.
Amén.

V. Senhor, iniciaste um novo caminho com os homens.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Senhor, apesar da miséria, do ódio, do egoísmo.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
V. Não podemos mais enterrar os nossos talentos.
R. A Tua luz aponta um novo caminho.
 
Todos: Pai Nosso

domingo, 15 de abril de 2012

Jo 20, 19-31 - "Oito dias depois, veio Jesus..."

Nesta passagem, que por certa já muitas vezes escutamos, está presente um facto que certamente muitos de nós nunca nos apercebemos: aqui está traduzida a primeira "ordenação sacerdotal", feita por Deus através do Seu Filho Jesus Cristo, que proclamando sábias palavras, soprou sobre os discípulos, de modo a que ficassem inundados pelo Espírito Santo e fossem proclamar a Sua Palavra.
Aqui está a verdadeira força de Jesus: o Seu poder, o Seu amor e a Sua capacidade de perdão e de nos ensinar a perdoar...
  
Segunda-feira
Na tarde daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas da casa onde os discípulos se encontravam, com medo dos judeus, veio Jesus, apresentou-Se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco».

Meditação
Porque estariam os discípulos trancados naquela casa? Já tinha sido anunciada a ressurreição de Jesus, Pedro e João já tinham constatado a verdade ao visitar o sepulcro. Será que os discípulos, ainda que acreditando, não tinham a coragem de dar testemunho, renunciar à própria vida para anunciar Jesus, talvez o medo por ter fugido desde a prisão até à morte de Jesus? Ainda assim Jesus vai ter com eles, abre-lhes o coração e mostra-lhes o AMOR que nutre por eles, dizendo “A Paz esteja convosco”.
Todos sabemos que apesar das nossas fraquezas, que são muitas, Jesus não nos condena, salva-nos.

Oração
Senhor ilumina o nosso coração para que possamos ser sempre dóceis à Tua acção em nossas vidas.

Acção
Procuraremos aprofundar assiduamente a Palavra de Deus.

Terça-feira
Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor. Jesus disse-lhes de novo: «A paz esteja convosco. Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós». Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo: àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos».

Meditação
Jesus mostra pela segunda vez os sinais do Seu amor e da Sua entrega. A comunidade reconhece Jesus vivo e presente entre eles, Ele será sempre o Messias que alimenta a comunidade. Jesus “soprou”, transmitiu aos discípulos a vida nova que fará deles homens novos e assim ficarão cheios do Espírito Santo para poderem, à semelhança de Jesus, dar-se generosamente aos outros. E nós? Como está a nossa fé? Deixamos que o Espírito Santo actue em nós e nos converta? Mostramos nas nossas atitudes que cremos em Jesus Cristo?

Oração
Nós Te pedimos Senhor, que à semelhança do que fizeste com os discípulos, transformes o nosso coração, para que também nós possamos estender ao inimigo a mão da reconciliação.

Acção
Esforçar-nos-emos por viver o espírito da Páscoa.

Quarta-feira
Tomé, um dos Doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. Disseram-lhe os outros discípulos: «Vimos o Senhor». Mas ele respondeu-lhes: «Se não vir nas suas mãos  o sinal dos cravos, se não meter o dedo no lugar dos cravos e a mão no seu lado, não acreditarei».

Meditação
Um dos discípulos, chamado Tomé, porque não viu não quis acreditar. Tomé queria sentir com as suas próprias mãos e ver com os seus próprios olhos, não acreditou no testemunho dos seus amigos.
Tomé é o símbolo de todos nós que, tal como ele, perante as atrocidades da vida, somos capazes de dizer: “Se eu não vir, se eu não sentir, não posso crer”.

Oração
Jesus, meu Senhor e meu Deus, ajuda o Teu povo a sair da “anestesia espiritual” em que se encontra.

Acção
Ensina-nos a aceitar a Tua palavra como norma de vida e a vivê-la em coerência.

Quinta-feira
Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez em casa, e Tomé com eles. Veio Jesus, estando as portas fechadas, apresentou-Se no meio deles e disse: «A paz esteja convosco». Depois disse a Tomé: «Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; aproxima a tua mão e mete-a no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente».

Meditação
Estavam de novo reunidos os discípulos e desta vez Tomé estava com eles. Jesus dirigiu-se a Tomé: ”Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; aproxima a tua mão e mete-a no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente”. Tomé rendeu-se.
Jesus aparece e apesar da infidelidade dos discípulos, Jesus, o Ressuscitado vem trazer a paz, a justiça, o amor, a felicidade, pois Ele nunca abandonará quem procura viver na fidelidade ao projecto de Deus.

Oração
Que o Espírito Santo nos fortaleça para que nos possamos doar a quem nos ofende, ainda que insistentemente.

Acção
Precisamos de rezar. Vamos rezar, pedindo a Deus muita fé.

Sexta-feira
Tomé respondeu-Lhe: «Meu Senhor e meu Deus!». Disse-lhe Jesus: «Porque Me viste acreditaste: felizes os que acreditam sem terem visto».

Meditação
“Felizes os que acreditam sem terem visto”. A ressurreição de Jesus veio confirmar tudo o que Ele havia anunciado anteriormente e ao mesmo tempo reforçar a fé dos discípulos, em Jesus, como Filho de Deus.
Todos nós passamos por momentos de dúvidas e infelizmente não podemos ver “O Ressuscitado” nem meter o dedo nos cravos, limitamo-nos a encontrar a verdade na Sua palavra para nos mantermos firmes na fé.

Oração
Senhor, cremos em vós, mas tornai mais forte a nossa fé.

Acção
Como cristãos, vamos mostrá-lo por palavras e acções.

Sábado
Muitos outros milagres fez Jesus na presença dos seus discípulos, que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para acreditardes que Jesus é o Messias, o Filho de Deus, e para que, acreditando, tenhais a vida em seu nome.

Meditação
A nossa fé está alicerçada no testemunho dos que viram Jesus e ouviram Jesus. João diz-nos que muitos mais testemunhos poderiam ter recolhido e que estes foram narrados apenas para despertar o compromisso da fé que leva a experimentar a vida trazida por Jesus.
Também nós somos convidados a viver esta experiência, a darmo-nos, a sermos luz na comunidade para que muitos outros creiam e para que haja amor, paz e alegria em abundância.

Oração
Senhor, fica connosco e conduz-nos nesta caminhada sempre renovada na Páscoa da ressurreição.

Acção
Proponho-me acreditar, contra todas as aparências, que o bem é mais forte do que o mal.